buscar
´

A história dos pardais no Brasil

Você já viu um pardal? Ele é um pássaro que habita no nosso país há pelo menos um século, ele é uma ave muito comum e acaba sendo mais encontrado principalmente em área urbanas. Há um tempo atrás os pardais viviam longe dos seres humanos, tendo sua maior concentração em área rural, mas agora, vivem no meio de nós.

Animais
4 meses atrás
A história dos pardais no Brasil

O pardal é aquele pássaro com uma mistura de cores em tons mais escuros, como amarronzados, alguns traços na cor preta e branca e a maior parte do corpo consiste em um marrom um pouco mais claro. O pardal do sexo masculino pode ser um pouco mais escuro do que os do sexo feminino.

Esses pássaros vieram direto da Europa pra cá, mas se adaptaram tão bem que parece que são nativos daqui. Vamos conhecer um pouco a história dessas aves e entender de onde elas vieram e qual a sua história aqui no Brasil. Vem comigo!

Passer domesticus macho (foto: Fir0002 / Wikimedia)
Passer domesticus macho (foto: Fir0002 / Wikimedia)

Quem são os pardais?

Os pardais são algumas aves muito comum de serem encontradas, como citamos acima, eles viviam mais em centros rurais, longe de aglomerações, atualmente podemos encontrar muitos deles no ambiente mais urbano, perto dos seres humanos, pois eles se adaptaram muito bem nessa área.

Eles são da família Passeridae, e dentro dela existem dois gêneros, sendo eles: Petronia e Passer. Eles são pequenos pássaros, medindo aproximadamente 15 cm, com os seus tons amarronzados e acinzentados, mudando um pouco a tonalidade dependendo do gênero.

Não se sabe exatamente onde eles foram vistos pela primeira vez, o que sabemos é que eles vieram da Europa e da Ásia. Atualmente eles estão disseminados por diversos lugares do planeta, sendo uma das espécies mais comuns de serem encontradas.

Um grupo misto de pardais do gênero Passer contendo um P. montanus, um P. domesticus macho uma fêmea de P. hispaniolensis, se alimentando de grãos (foto: Yuriy75 / Wikimedia)
Um grupo misto de pardais do gênero Passer contendo um P. montanus, um P. domesticus macho uma fêmea de P. hispaniolensis, se alimentando de grãos (foto: Yuriy75 / Wikimedia)

A história dos Pardais

Passer é um gênero da família Passeridae, também conhecido como pardal. O gênero inclui o P. domesticus e o P. montanus, algumas das aves mais comuns no mundo. São pequenos pássaros com bicos grossos para comer sementes, e são na sua maioria de cor cinza ou marrom. Nativo no Velho Mundo, algumas espécies foram introduzidas por todo o mundo.
Passer é um gênero da família Passeridae, também conhecido como pardal. O gênero inclui o P. domesticus e o P. montanus, algumas das aves mais comuns no mundo. São pequenos pássaros com bicos grossos para comer sementes, e são na sua maioria de cor cinza ou marrom. Nativo no Velho Mundo, algumas espécies foram introduzidas por todo o mundo.

A disseminação dos pardais pelo mundo todo foi ocorrendo gradativamente, as vezes em coadjuvante com outras áreas. Eles tiveram as suas instalações na Europa e na Ásia, conforme o tempo foi passando, eles passaram a viver em ambientes mais gelados com invernos rigorosos, mas também procuravam por locais onde o clima era mais tropical.

Na década de 1990, eles já tinham uma boa parte colonizada, pra falar a verdade, já estavam com a colonização completa, foi aí que eles se instalaram no norte do Brasil, eles se iniciaram a princípio em 1960 na região Sul do nosso país.

Podemos dizer que essas novas colonização e disseminação da espécie começou por volta dos tempos de grandes navegações, porém durante as colonizações europeias e o desenvolvimento da sociedade, elas foram crescendo de forma proporcional, juntamente com esses acontecimentos.

Sua história no Brasil

As espécies do gênero Passer constroem um ninho desordenado, que, dependendo da espécie e da disponibilidade no local do ninho, pode ser em um arbusto ou árvore, em um orifício natural numa árvore, em um edifício, ou mesmo um ninho de outras espécies, tais como a cegonha-branca. Bota até oito ovos e é incubado por ambos os pais, normalmente por 12 a 14 dias, mas pode chegar de 14 a 24 dias.
As espécies do gênero Passer constroem um ninho desordenado, que, dependendo da espécie e da disponibilidade no local do ninho, pode ser em um arbusto ou árvore, em um orifício natural numa árvore, em um edifício, ou mesmo um ninho de outras espécies, tais como a cegonha-branca. Bota até oito ovos e é incubado por ambos os pais, normalmente por 12 a 14 dias, mas pode chegar de 14 a 24 dias.

Aqui no Brasil, foi uma das últimas áreas em que os pardais se instalaram, uma vez que começaram pelo Sul e depois seguiram para o norte do nosso país. Eles foram se instalando por aqui, mas os motivos não foram apenas de causas naturais.

Na época, a cidade do Rio de Janeiro começou a ter muitos casos de pessoas que desenvolviam doenças através de insetos, com mosquitos entre outros. De acordo com o governo, estudos e cientistas, previram que a chegada dos pardais poderiam diminuir muito esses casos, contribuindo também com o nosso ecossistema.

Um outro fator visto foi que, a ideia era deixar a cidade parecida com Paris, e lá os pardais eram visto em todos os cantos, já que um dos primeiros lugares que eles foram encontrado foi a Europa. Alguns discursos dizem que na realidade eles queriam ter trazido outros tipos de pássaros, mas que por falhas comunicativas acabaram vindo os Pardais, e no entanto isso deu super certo não é mesmo?

Características

Se alimentam principalmente de sementes, embora também consumam pequenos insetos, especialmente no período de reprodução. Algumas espécies, como o P. griseus procuram comida em torno das cidades e são quase onívoros. A maioria das espécies são gregários e formam bandos substanciais.
Se alimentam principalmente de sementes, embora também consumam pequenos insetos, especialmente no período de reprodução. Algumas espécies, como o P. griseus procuram comida em torno das cidades e são quase onívoros. A maioria das espécies são gregários e formam bandos substanciais.

Os pardais são considerados onívoros, e uma das características muito interessantes que eles apresentam é que são muito observadores, então sempre estão atento a novos alimentos, com muitas diversificações em suas alimentações.

Eles possuem uma característica muito adaptativa em qualquer habitat, independente do clima da área, tanto que sobrevivem diante de um inverno rigoroso como em um clima mais tropical, além disso se adaptam muito bem com os seres humanos, ou seja, desde o seu surgimento só tiveram benefícios evolutivos.

Eles constroem grandes ninhos na época de fevereiro a maio, e procuram procriar daí pra frente e construírem a sua família. Normalmente os ninhos possuem o seu conforto por dentro, mas por fora parece uma bagunça, sempre compostos de papel, fios de corda, vegetação seca entre outras coisas.

Predadores

Os predadores mais comuns que chegam a caçar os pardais são: Corujas e falcões. Outros animais, acabam se alimentando não do próprio pardal mas sim de seus ovos, como morcegos, cachorros, gatos, ratos, gambás entre outros.

Os predadores mais comuns que chegam a caçar os pardais são: Corujas e falcões.
Os predadores mais comuns que chegam a caçar os pardais são: Corujas e falcões.

Já foram citados e estudos casos de outros por aves parasitas brasileiras, com o chupim, entretanto não chegam a ser o suficientes para assumir um controle populacional que os pardais possuem. Ou seja, seria difícil acontecer um desequilíbrio nessa cadeia afim de acabar com a colonização dos pardais.

Portanto como o funcionamento normal de uma cadeia se consiste nisso, os pardais já estão com as suas colonizações definidas em diversos lugares, por isso será mais fácil de encontra-los em diferentes lugares que você for.

A incrível pele dos polvos
O reino animal é extremamente surpreendente. Com seres vivos das mais diversas espécies, dos mais diversos tamanhos e dos mais diversos hábitos, cada vez mais nos fascinamos...
As formigas são um grande assunto
O interessante é como as formigas se organizam, elas se interagem de forma bem diferente, e ao contrário de que todos pensam, não é a rainha que dita as ordem, ela só bota os...
Corvos são animais inteligentes, acredite!
Algumas espécies de animais como, ratos, baratas e principalmente corvos, são espécies sinantrópicas, que se adaptaram especificamente para ambientes...
Como o casco das tartarugas evoluiu
Os cascos das tartarugas são quase tão diversos quanto as próprias tartarugas. Existem muitos tipos de tartarugas, entre doméstica, da terra e aquáticas, tanto de oceanos ou...
Que pássaros podem voar para trás?
Se todos pudessem escolher um supor poder, com toda certeza ter o poder de voar seria um dos mais desejados justamente por todos nós termos a curiosidade de ter tal sensação...

O Fusne é um site para quem ama internet, nós somos especializados em testar apps e tudo mais que envolve tecnologia. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e felicidades nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe...