buscar
´

Uma missão de resgate anfíbio

Vivemos em um mundo onde constantemente vemos alguma espécie com riscos seríssimos de extinção. Por isso que, muitas vezes, algumas espécies são mantidas em cativeiro até conseguirem se reproduzir em uma quantidade suficiente para seguirem com a vida.

Animais
2 semanas atrás
Uma missão de resgate anfíbio
Brian Gratwicke / Wikimedia

A reprodução de sapos comuns e raros, para a possibilidade de preservação, tem necessidade maior do que apenas boa vontade. Isso envolve muitas questões hormonais, a conhecida fertilização in vitro.

Esperança para algumas espécies

Em 2005, uma equipe retirou de uma floresta distante do Panamá um sapo raro (chamado Toughie) mais quatro pererecas e levaram para os Estados Unidos, com a intenção de que a vida desses animais pudesse ser preservada, evitando a extinção. Essa ação falhou logo após e os animais morreram. Toughie morreu em setembro de 2016.

Nesse mesmo ano, quem começou a ser acompanhado foi o sapo Romeu, animal das águas bolivianas. Por dez anos, esse sapo que possui a barriga de cor laranja, viveu no aquário do museu de história natural de Cochabamba. Por muito pouco, o destino de Romeu não foi o mesmo que o de Toughie.

Inacreditavelmente, a internet daria um novo caminho a essa história. No dia dos namorados, o perfil de Romeu foi postado no site match.com, o que conseguiu muitas doações para que ocorresse mais uma expedição em busca dos sapos selvagens.

No início de janeiro, houve o anúncio de que mais cinco sapos foram encontrados, sendo duas fêmeas. Foram levados ao aquário e, finalmente, Romeu pode ter sua Julieta e tornar se pai. Como normalmente ocorre a reprodução dos sapos, acreditava se que Romeu também seguiria essa trajetória, porém, não foi bem assim. Quanto mais rara é a espécie do sapo, mais difícil descobrir seu mecanismo de funcionamento.

Os sapos em cativeiro e a fertilização em vitro

O sapo corroborado do sul da Austrália (Pseudophryne corroboree) é um dos anfíbios mais ameaçados do mundo, com menos de 50 restantes na natureza. Os pesquisadores estão tentando identificar o melhor tratamento hormonal para reforçar os esforços para criá-los em cativeiro (foto: PAUL FAHY / TARONGA ZOO)
O sapo corroborado do sul da Austrália (Pseudophryne corroboree) é um dos anfíbios mais ameaçados do mundo, com menos de 50 restantes na natureza. Os pesquisadores estão tentando identificar o melhor tratamento hormonal para reforçar os esforços para criá-los em cativeiro (foto: PAUL FAHY / TARONGA ZOO)

O que poderia ser feito já que Romeu e Julieta não aguentaram o peso de evitarem a extinção da espécie. Os sapos de cativeiro não se reproduzem facilmente como os demais.

A tecnologia da fertilização, criopreservação conseguem contribuir para que haja a manutenção das espécies raras de sapos. O número de espécies que são beneficiadas com essas técnicas modernas não é grande, mas conseguiu se já muito avanço para que pesquisas estejam cada vez mais concretos e empolgantes.

A cada dia que passa, a biodiversidade da terra está diminuindo drasticamente e, de todos vertebrados, os anfíbios são os animais que mais estão diminuindo rapidamente.

Em 2017, 2100 anfíbios foram listados como em risco de extinção e acredita se que esse número, na realidade, chegue a 55%. Os sapos boreais são criaturas onde em que os espermatozoides foram congelados a temperaturas baixíssimas, depois de descongelado é realizada a fertilização in vitro.

Uma doença fúngica foi considerada responsável pela extinção de cerca de 90 tipos de anfíbios. E por que a reprodução de girinos é tão difícil é complexa? Na verdade, são desconhecidos os requisitos básicos para a reprodução de espécies raras. O sistema reprodutor dos sapos é altamente complexo em relação a outros animais. Uns se reproduzem na água, outros na terra, outros em musgos.

Algumas das dificuldades encontradas

Curiosamente alguns sapos são monogâmicos e outros, polígamos com um macho para diversas fêmeas. Para o acasalamento são estudados diversos fatores como mudança de umidade, de temperatura, dias mais longos, dias mais brilhantes e o comportamento e performance de cada sapo.

Quando um animal está quase em extinção, fica muito difícil realizar um estudo sobre a possibilidade de recuperação da espécie. Um dos animais mais ameaçados de extinção no planeta é o sapo esquilo escuro. Esses sapos manchados são considerados muito exigentes sobre a forma como se reproduzem. Chegaram a uma quantidade de 100 animais no Mississipi. Nunca conseguiram criá-los em cativeiro.

O tratamento hormonal dos sapos vem seguida da fertilização em vitro otimizando a diversidade genética e controlando a paternidade dos girinos. Imaginem a dificuldade de coleta, manipulação e todo processo para obtenção de novos animais por essas técnicas descritas. Há o aproveitamento de cerca de 50% de material colhido.

Apesar da existência de uma tecnologia muito moderna e assertiva, a sua aplicação na fertilização de anfíbios ainda é muito complexa e enquanto isso, as espécies vão diminuindo dia após dia.

*Com informações da National Geographic e Knowable Magazine

Que pássaros podem voar para trás?
Se todos pudessem escolher um supor poder, com toda certeza ter o poder de voar seria um dos mais desejados justamente por todos nós termos a curiosidade de ter tal sensação...
Como os pássaros voam?
O ser humano sempre fascinou o impossível e, querendo ou não, continua até os dias atuais. Durante toda a história, o desejo de voar cada vez mais está presente nas pessoas....
Com quanto tempo o filhote de cachorro pode começar a tomar agua?
Assim como os humanos, o leite materno canino contém todos os nutrientes necessários para o crescimento e desenvolvimento de todo filhote, ou seja, o cachorrinho se hidrata...
Zoológico em Nova York apresenta filhotes de leopardos raros
Dois filhotes de leopardo Amur, nascidos em junho, fizeram sua estréia pública na manhã de quarta-feira no zoológico de Rosamond...
Mulher encontra pássaro extremamente raro em seu quintal
Perto de seu alimentador, havia um cardeal amarelo do norte, algo que Geoffrey Hill, professor de biologia da Universidade de Auburn, descreve como "uma situação em um milhão"....

O Fusne é um site para quem ama internet, nós somos especializados em testar apps e tudo mais que envolve tecnologia. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e felicidades nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe...